Outros Artigos

Tráfico de órgãos, Emasculação e Magia Negra - Novas formas de violência contra crianças?

Três assuntos que se referem a formas semelhantes de violência praticada contra crianças e adolescentes têm freqüentado o noticiário nacional atualmente: leia mais

Sobre a pedofilia

O pedófilo é um indivíduo aparentemente normal, inserido na sociedade. Costuma ser "uma pessoa acima de qualquer suspeita", aos olhos da sociedade, o que facilita a sua atuação. leia mais

Tráfico de órgãos, Emasculação e Magia Negra - Novas formas de violência contra crianças?

Três assuntos que se referem a formas semelhantes de violência praticada contra crianças e adolescentes têm freqüentado o noticiário nacional atualmente: leia mais

Violência Sexual e Impunidade

Pelas informações enviadas ao Disque Denúncia, em todo o país, 51 aliciadores foram presos e 88 processos instaurados. leia mais

2002

Sobre a pedofilia

Rio de Janeiro 16 abril 2002


A pedofilia é uma psicopatologia, uma perversão sexual com caráter compulsivo e obsessivo, na qual, adultos, geralmente do sexo masculino, apresentam uma atração sexual, exclusiva ou não, por crianças e adolescentes impúberes. Alguns consideram a pedofilia uma síndrome (conjunto de sinais e sintomas) que ocorre em diversas psicopatologias.

A pedofilia é uma psicopatologia, uma perversão sexual com caráter compulsivo e obsessivo, na qual, adultos, geralmente do sexo masculino, apresentam uma atração sexual, exclusiva ou não, por crianças e adolescentes impúberes. Alguns consideram a pedofilia uma síndrome (conjunto de sinais e sintomas) que ocorre em diversas psicopatologias.
O pedófilo é um indivíduo aparentemente normal, inserido na sociedade. Costuma ser "uma pessoa acima de qualquer suspeita", aos olhos da sociedade, o que facilita a sua atuação.
Geralmente ele não pratica atos de violência física contra a criança. Age de forma sedutora, conquistando a confiança da criança. Mas pode se tornar violento e até matar suas vítimas.
Algumas situações bem atuais divulgadas na mídia nacional e internacional mostram como a pedofilia ocorre em todos os países, independente de classe social e situação econômica: padres e bispos denunciados e condenados nos EUA, Reino Unido, França e Polônia; educadores no Reino Unido e França; indivíduos de classe média de 10 países denunciados e punidos por pornografia infantil na Internet, graças à Operação Catedral. Na Bélgica o divulgado caso de Marc Dutroux, pedófilo que assassinou 4 adolescentes mobilizou toda a população. Recentemente funcionários de organizações internacionais ligadas a ONU, foram acusados de praticarem abusos sexuais com crianças africanas. Nos EUA, o assassinato de uma criança, Megan Kanka, por um pedófilo, levou à instituição da "Megan Law", que obriga o registro fotográfico de todos os pedófilos dos EUA e o seu acesso às informações pela população. No Reino Unido o assassinato da menina Sarah Payne, também por um pedófilo, tem mobilizado a população para a aprovação, por analogia com a lei americana, da "Sarah Law". No Brasil, entre outras situações de abuso sexual contra crianças, tem sido noticiado o envolvimento de médicos, padres, educadores e síndicos de condomínios. O uso da Internet para divulgação da pornografia com crianças e adolescentes por pessoas da classe média tem sido denunciado em vários estados brasileiros.
O combate à pedofilia é um desafio para todos os países. Nos EUA além do registro obrigatório, tem sido proposto a castração química através da aplicação de hormônio feminino e até a castração física do pedófilo. Além do tratamento hormonal, a psicoterapia tem sido aplicada.
O pedófilo pelo seu caráter compulsivo e obsessivo, tende a continuar a sua atuação quando libertado, após cumprir penas que geralmente variam de 4 a 10 anos de reclusão. Devem continuar a ser monitorados, após o cumprimento de suas penas.
Além das medidas citadas, a melhor maneira de evitar que crianças continuem a ser abusadas por pedófilos, é estarem todos bem informados para prevenir e proteger seus filhos.
Só a aplicação da lei não é suficiente.

Dr. Lauro Monteiro Filho
Médico Pediatra

Envie para um amigo voltar à página anterior voltar à página Inicial